Com uma virada que ninguém acreditava, Sharks elimina a Imperial e leva a vaga para a BLAST!

Com uma virada que ninguém acreditava, Sharks elimina a Imperial e leva a vaga para a BLAST!

Imperial e Sharks se enfrentaram na final do Classificatório para a Blast Showdown e o final é inacreditável!

Uma final histórica!

A FiRe League da América Latina dá uma vaga para o evento de entrada da Blast Premier. Assim, os times sul americanos disputam para somente uma vaga na competição, sem mais classificados. Com isso, a final desse classificatório foi entre os jovens da Sharks contra o time com mais hype no Brasil, Imperial. Enfim, a Imperial que venceria tranquilamente a série, na verdade teve uma surpresa inesperada.

O jogo

Em uma série melhor de 3, vence quem conseguir 2 mapas primeiro. Assim, com escolhas de Inferno pela Imperial, Dust 2 pela Sharks e uma Mirage como decider, essa final foi impressionante. Apenas 1 teria a vaga para a Blast e a torcida brasileira estava toda concentrada para Fallen e companhia.

Primeiro Mapa – Inferno

Com um começo de mapa bem estudado pelas duas equipes, o placar não se estendeu e os dois times conseguiam pontuar. Porém, após uma quebra na economia dos CT’s, a Imperial encaixou e abriu uma boa vantagem sobre os tubarões, 9-5. Entretanto, a Sharks conseguiu o retake no bombsite da B e garantiu o último ponto do primero tempo.

Já na segunda parte foi onde o jogo desandou para a Sharks, uma vez que a Imperial encaixou um belo CT. Após conseguir vencer o pistol, o time de Fallen chegou a fazer 15×7, estando a 1 round de fechar o mapa. Entretanto, a Sharks ainda conseguiu descontar o placar, mas não foi o suficiente. Mapa fechado pela Imperial em 16×10.

Segundo Mapa – Dust 2

Com vantagem de 1 mapa, a Imperial buscou fechar a série já nesse mapa e levar a vaga para a Blast. Entretanto, o que parecia uma vitória fácil para eles, se tornou um pesadelo. Ganhando o pistol do CT, a Imperial abriu o placar e após isso ele se tornou 9×0 para o time do professor. Mesmo assim, a Sharks conseguiu apenas 2 rounds pelo lado TR, finalizando o primeiro tempo em 13×2 para a Imperial. Além disso, o pistol que vencido pela Imperial, praticamente garantiu larga vantagem para fechar o mapa. Porém, a Sharks ainda encaixou 2 rounds até a Imperial fazer seu 15º round e estar a 1 passo da classificação. Entretanto, os deuses do CS não estavam contentes, a zika de Gaules foi muito forte e esse mapa entraria para a história do CSGO nacional.

11 match points para a Imperial, apenas 1 round para conseguir a vaga e simplesmente bizarro o que aconteceu. Enfim, round após round a Sharks foi mostrando seus dentes e vencendo todos eles. Tudo o que a Imperial tentava, dava errado. Setups nos dois bombs, táticas diferentes ou até mesmo trocação, nada dava certo para a equipe mais hypada do Brasil. Assim, a Sharks conseguiu fazer 11 rounds seguidos, até empatar com a Imperial e levar o mapa para o tempo extra. E impressionantemente, eles conseguiram fazer todos os rounds do OT e fechar o mapa após 15 rounds sem perder. Por fim, de um placar de 15×4 para a Imperial, o mapa foi fechado em 19×15 para a Sharks!

Mapa 3 – Mirage

No último e decisivo mapa, Mirage seria o palco de uma grande e importante partida. Um dos mapas mais jogados pela Imperial e querido dos brasileiros poderia decidir o futuro do Last Dance. Entretanto, um problema técnico fez com que milhares de brasileiros tivessem que esperar o desfecho dessa história. Mas enfim, após a transmissão ter voltado, foi a Imperial que saiu na frente e levou o pistol do lado terrorista. Além disso, o time do que seria o melhor jogador da série, fer, abriu 3×0 no placar e daria esperanças para seus torcedores. Entretanto, a Sharks buscou seus rounds no lado de vantagem do mapa e chegou a virar no placar. Assim, o primeiro tempo muito disputado acabou em 8×7 para os tubarões, uma boa notícia para a Imperial, já que agora jogariam na vantagem do CT.

Mesmo no lado de vantagem, a Imperial não teve vida fácil e viu uma Sharks bastante coletiva e aproveitando de seus erros. Assim, os tubarões viraram no placar e conseguiram uma boa vantagem no 15×9. Há apenas 1 round de fechar o mapa, a Sharks se via na mesma situação da Imperial no mapa passado. Será que conseguiriam fechar o mapa? Será que a Imperial conseguiria empatar o jogo e levar a decisão para o tempo extra?

Assim, os torcedores brasileiros estavam inquietos e seu time favorito, nervoso. Mesmo assim, a Imperial buscou e deixou todos com esperança. Em um jogão, a Imperial chegou a fazer 5 rounds seguidos e ficar a um mapa de empatar o placar.

O round mais importante da série

1×1 no placar geral. Além disso, 15×14 para a Sharks no último mapa da série. 1 round de decidir se a Imperial conseguiria mais uma chance, ou ficaria sem a vaga para a Blast Showdown. Então, começa o último round da série e os nervos estavam “a flor da pele”. Após um eco feito pela Sharks no último round, o time ainda tinha boas armas e granadas para serem usadas. Por outro lado, a Imperial tinha um full armado em suas mãos, só cabia abusar de todos suas granadas para ganhar vantagem no round.

Entretanto, logo no início do round, a Sharks surpreendeu ‘fnx’, o qual foi usar suas granadas na caverna e viu a tropa vindo, ficando com apenas 15 de HP. Após isso, o setup de smokes na A estava feito, mas ‘fer’ ainda conseguiu uma kill inteligente na smoke e deixou seu time em vantagem. Entretanto, fnx givou o bombsite da A, o qual estava praticamente entregue para a Sharks, o único jeito de ganhar era fazendo o retake.

Logo, fer percebeu que todos estavam A e deu a volta pelo TR, enquanto seus companheiros entrariam pela liga e jungle. Porém, ‘FALLEN’ e ‘boltz’ não esperaram o flanco de fer e entraram na mira da Sharks, a qual derrubou os dois, trazendo a vantagem para seu lado. Fer conseguiu levar um, porém na sequência foi eliminado, enquanto ‘VINI’ também morreu e deixou o round nas mãos do ‘fnx’, que nada fez. Assim, a história foi feita e o placar de 15×4 entrou para a história. A Imperial então é derrotada pela Sharks, a qual garante sua vaga na Blast Showdown, e única vaga da América Latina.

Um destaque dessa série, também, foi para a transmissão do Gaules, a qual chegou a bater 194 mil espectadores, segundo a TwitchTracker.

Veja também:

->Confirmado todas as equipes do RMR Sul Americano para o Major!
->Um dos maiores rappers do mundo entrou para a FaZe Clan!
->FURIA e GODSENT foram convidadas a jogar o campeonato da Blast! A Imperial vai jogar também?
>s1mple doou mais de 170 mil reais para o EXÉRCITO UCRANIANO!

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: